BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
 
"A Terra gira à volta do Sol, mas na Terra, por vezes, muitas coisas giram à volta do futebol". Ideia central que trouxe à Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis, no passado dia 20 de Março, pelas 11 horas, o Dr. Camilo Lourenço, comentarista económico, no âmbito do concurso N@escolas, o qual comprovou que, afinal, tudo na Terra gira à volta de um grande negócio. Partindo dos conceitos rendimento/despesa, Camilo Lourenço mostrou que a economia do estado português é uma economia doméstica multiplicada por 10 milhões de habitantes que deveria ter respeitado a proporcionalidade entre receita e gasto para não cair na falência. Este momento inicial, em que provou como a crise financeira desencadeia uma crise económica e como o viver-se acima das capacidades potencia o descalabro económico e
Negócio acima da paixão
social, ajudou a compreender a atual realidade do futebol, também atingido pela crise financeira. Desporto paixão no passado transformado em negócio de marcas no presente, mais preocupado com um sucesso económico resultante de lucros de direitos vendidos do que com o desporto em si, o futebol vive em crise devido a uma má gestão financeira dos clubes e à impossibilidade de perpetuar o casamento futebol/banca, o que os lançou na sua troika.
Assim, se nada for feito para cumprir compromissos assumidos nomeadamente dívidas ao Estado, que os grandes clubes têm escandalosamente desrespeitado, o único destino será a falência.
Não há sucesso sem exigência
Foi este o último recado deixado pelo Dr. Camilo Lourenço. Falando sobre a presença da avaliação no nosso dia a dia, relembrou como deveremos ser exigentes connosco próprios, mostrando que sem trabalho, sem ambição nunca conseguiremos alcançar os objetivos, superando entraves pontuais. Sem Einstein, só falaríamos de Newton, isto é, temos de nos diferenciar positivamente, fazendo uso inteligente de toda a informação facultada e enfrentando os desafios mais ousados.