BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
 
Numa animada e muito interessante conversa, à volta da temática do editorial Porque não vemos filmes portugueses, que teve lugar no dia 27 de fevereiro, na Escola Secundária do Entroncamento, Rita Blanco foi igual a si própria: direta, inteligente, espontânea, sem parcimónia, simpática, comovente. Com efeito, todos sabemos que a relação dos portugueses com o cinema português não é das mais felizes, o que a atriz considera lamentável mas compreensível, porquanto não é apenas o cinema português que não é visto, mas também genericamente o cinema europeu e independente. Adiantou ainda que o apoio financeiro aos filmes portugueses não é retirado do orçamento de estado, mas de uma taxa aplicada
Não se pode amar aquilo que não se conhece...
à publicidade televisiva. É, pois, falacioso o argumento segundo o qual o estado investe em filmes que depois quase ninguém vê. Aos alunos presentes, deixou um aviso à navegação: não se pode amar aquilo que não se conhece, pelo que, se os bens culturais forem sonegados às pessoas, elas nem sequer terão consciência do que perdem ou do que lhes falta. O acesso aos bens culturais, é tão necessário quanto o pão que se come. Instada a manifestar-se sobre a sua formação
como pessoa e atriz, Rita Blanco enfatizou, com algum humor, a leitura como bem essencial: Prefiro comer menos batatas a deixar de ler!... Foi um momento memorável, repleto de empatia e de bons recados, que, ouvidos de uma figura pública que muito se admira, têm verdadeiramente outro impacto junto dos jovens.
Em Discurso Direto
A convidada... Rita Blanco: A coisa de que eu mais gostava até aos 18 anos era estar em casa a ler.; Não sou uma rapariga de prémios. Também tenho ego, mas estou a acabar com isso, apesar de ser difícil; Não estou a virar-me contra o cinema americano, só estou a explicar que há muita gente que vai ver o cinema americano porque é o único cinema a que têm acesso e que reconhecem..