BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
 
O relógio da Secundária José Saramago marcava as 10 horas do dia 24 de Fevereiro quando o Dr. Paulo Sande chegou a Mafra. Com apenas uma pequena conversa, o Diretor do Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal revelou aos alunos a sua postura acessível. Os alunos sentaram-se, o grupo trocou olhares de nervosismo, os microfones ligaram-se e a voz escapou. Do público ouviu-se o silêncio e assim a entrevista começou. Depois de uma breve nota biográfica, que permitiu à audiência presente conhecer melhor o convidado, as perguntas tomaram a rédea da conversa, sempre centradas no presente e no futuro da União Europeia, nas batalhas que tem travado para manter os seus 27 países unidos,
"A União Europeia é uma necessidade"
na preocupante situação grega, na importância da moeda única e no risco do fim da UE como a conhecemos. O também professor da Universidade Católica admitiu a existência de falhas na comunidade europeia mas que nada eram quando vistas à luz de um projecto de tal genialidade, revelando-se um apaixonado pela UE. Quando questionado quanto à importância do Euro, Paulo Sande não hesitou:"o Euro é necessário à UE,
porque o mercado exige o Euro" e o mercado é necessário à UE "porque é a base da sua construção". Terminando com um a "UE é uma necessidade", o entrevistado revelou que no dia em que a Comunidade Europeia acabar (se acabar) a Europa começará, de imediato, a construir uma nova integração europeia.
A UE como paixão
De uma forma autobiográfica Paulo Sande deixou claro que uma profissão pode ser bem mais que um emprego. A sua impressionante entrega à União Europeia lembrou um pai que viu a sua filha nascer, crescer e errar. E sabendo-a imperfeita não deixou de reconhecer o seu mérito e genialidade, recusando assim o fim da UE, não por ser parcial mas por saber o que esta realmente vale.