BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
BackgroundDN
Desafio 2012
DNEscolas Apresenta-se
Kit de Apoio
Regulamento
O Meu DN
Links
 
O Dia DN chegou! No dia 8 de Março de 2012, a Escola de Tecnologia e Gestão de Barcelos recebeu o professor de economia da Católica Porto, Leonardo Costa, para o debate: Portugueses com mais esforços. Quanto à origem desta crise que estamos a viver, o entrevistado referiu a desregulamentação do sistema financeiro mundial, a consequente crise financeira de 2008, o socorro prestado aos Bancos europeus (que detinham 40% dos activos tóxicos)pelosEstados europeus, para que os Bancos não falissem, o inerente endividamento dos Estados europeus ea consequente crise das dívidas soberanas. Relativamente às medidas daTroika que estão a ser implementadas o professor salientou que não são boas para a
"Quem está a pagar a crise são os mais pobres"
economia, mas mesmo assim temos de as cumprir acrescentando quesó estamos assim porque há um vazio democrático na Europa e também em Portugal. Acrescentou ainda que em Portugal devíamos estar menos preocupados com Fundos Europeus em si e mais preocupados com a competitividade,fazendo coisas que os outros não fazem, nos diferentes sectores de actividade e de acordo com as características de cada região do país. Segundo Leonardo Costa, há dados que demonstram
que em Portugal Quem está a pagar a crise são os mais pobres.As medidas que estão a ser implementadas são cegas, criam desigualdades, não olham às pessoas e às regiões do país. \\\"Contem que a coisa vai piorar\\\", mas ficou o incentivo aos jovens que têm inteligência,conhecimentos e imaginação para superar a crise.
Temos de inovar
Na opinião do nosso convidado, para melhorar a competitividade no nosso país temos de inovar, fazendo referência a produtos nacionais que são produtos únicos e que estimulam a economia portuguesa: \\\"Se for um produto gourmet, as pessoas dão mais dinheiro por esse produto. O professor, no final da entrevista, foi presenteado com uma peça de artesanato de Júlia Ramalho, uma peça única, um símbolo da nossa região.